Novos elementos reforçam equipa de docentes da ESEP
A Escola Superior de Enfermagem do Porto recebe 5 novos docentes para reforçar o ensino de enfermagem.
data

Ana Sabrina Sousa, Francisco Sampaio, Rosa Silva, Sara Pinto e Sónia Brandão são os novos professores adjuntos que integram a equipa de docência da ESEP, após concurso de recrutamento.

O docente Francisco Sampaio é investigador doutorado integrado do CINTESIS, pertencendo ao grupo de investigação NursID – Inovação e Desenvolvimento em Enfermagem. Concluiu o Doutoramento em Ciências de Enfermagem no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto em 2018 e o Pós-Doutoramento na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto em 2021. Conclui a sua licenciatura em Enfermagem, no ano 2010, com especialização em Saúde Mental e Psiquiatria e o Mestrado em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria na Escola Superior de Enfermagem do Porto. Publicou 61 artigos em revistas especializadas e 7 trabalhos em atas de eventos. Possui um livro e 37 capítulos de livros publicados.  Investiga sobretudo em Modelos de Intervenção, Intervenção Psicoterapêutica, Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica e Taxonomias de Enfermagem.

Sara Pinto licenciou-se em Enfermagem na Escola Superior de Enfermagem Dr. Ângelo da Fonseca, em 2005, tendo concluído o mestrado em Cuidados Paliativos na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto em 2012 e o doutoramento em Ciências da Enfermagem no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar em 2017. Atualmente, é investigadora integrada do grupo NursID, da Linha Temática Medicina Preventiva e Desafios Societais, do CINTESIS. Na sua investigação tem vindo a dedicar-se à gestão do sofrimento, promoção do conforto e cuidado espiritual.

A nova docente da ESEP, Ana Sabrina Sousa, é licenciada em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem da Cidade do Porto em 2005 e pós-graduada em Cuidados Intensivos, Enfermagem de Anestesiologia e Infeção VIH-SIDA. Conclui o Mestrado em Enfermagem com Especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica, na Universidade Católica Portuguesa em 2012 e Doutoramento em Enfermagem na Especialidade de Gestão em Enfermagem e Unidades de Saúde na Universidade Católica Portuguesa em 2019. Desenvolveu a sua atividade como enfermeira em unidades de cuidados intensivos entre 2005 e 2022. Apresenta 10 publicações em revistas indexadas e várias comunicações em eventos científicos. É revisora da Revista Intensive and Critical Care Nursing desde 2017 e da Revista de Investigação & Inovação em Saúde desde 2019.

Sónia Brandão é doutorada em Ciências de Enfermagem pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Iniciou o seu percurso académico na Escola Superior de Enfermagem São João, tendo obtido o seu bacharelato em Enfermagem em 1998, a licenciatura em 2001 e o mestrado em Ciências de Enfermagem em 2009. É enfermeira especialista Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia. Iniciou a sua atividade profissional como enfermeira na Maternidade Júlio Dinis em 1998. Foi membro da Comissão Nacional para a Redução da Taxa de Cesarianas e colaborou com a Comissão Nacional de Saúde Materna da Criança e do Adolescente na apresentação de um relatório com propostas e recomendações para a redução da taxa de cesarianas. É autora de vários artigos científicos em revistas nacionais e internacionais indexadas da área da enfermagem e da área de ensino e práticas pedagógicas. É também autora de capítulos de livro da área da especialidade de Saúde Materna e Obstetrícia e revisora de várias revistas científicas nacionais e internacionais indexadas.

A docente Rosa Carla Gomes da Silva é doutorada em Enfermagem, especialista em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica, pós-graduada em Supervisão Clínica e mestre em Enfermagem. Atualmente, é investigadora integrada no Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS) e encontra-se em Pós-doutoramento na área da Ciência Cidadã na Unidade de Investigação em Ciência da Saúde: Enfermagem (UICISA: E) da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Tem 10 anos de experiência de prática clínica em cirurgia, 8 anos de experiência na docência e 2 como investigadora a tempo integral. Na investigação, as suas áreas principais são a Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica, mais concretamente a deterioração cognitiva e as intervenções não farmacológicas, e agora a Ciência Cidadã, como seja o envolvimento do cidadão nas atividades científicas, como uma abordagem mais disruptiva de se conduzir a investigação. Tem também, uma vasta experiência na área da síntese da evidência sendo Membro do Core Staff do Portugal Centre for Evidence Based Practice: A JBI Centre of Excellence (PCEBP).

Resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
4ODS
9ODS
Mais
artigos
Noite Cultural

.14 06. 24 Noite Cultural COMEMORAÇÕES DIA DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO Auditório Magno ISEP/IPP Integrada nas comemorações do Dia da Escola Superior de Enfermagem do Porto, organiza-se a Noite Cultural, que para

Ler mais »
Dia da ESEP 2024

.17 06. 24 128 COMEMORAÇÕES DIA DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO Mensagem do Presidente Ao longo dos anos, a Escola Superior de Enfermagem do Porto tem sido um símbolo de excelência na formação

Ler mais »