ESEP marca presença pela primeira vez na revista “The Lancet”  
Carlos Sequeira, docente da ESEP e investigador da CINTESIS, publica carta ao editor que destaca um aumento da ansiedade em relação à crise climática por todo o mundo.
data

Na carta ao editor intitulado “Climate anxiety: trigger or threat for mental disorders?”, o investigador da Escola Superior de Enfermagem do Porto e CINTESIS, Carlos Sequeira, em parceria com Francisco Sampaio, docente na Universidade Fernando Pessoa, assinala a existência de um número crescente de jovens, entre os 16 e 25 anos, com ansiedade climática ao nível mundial. Esta é a primeira vez que a ESEP conta com uma publicação numa das mais eminentes publicações em saúde, a revista “The Lancet”.

Nesta publicação, Carlos Sequeira explica que o conceito de “ansiedade climática” se refere ao conjunto de perturbações provocadas pela crise climática atual e que abrange todo o mundo.

Embora ainda não seja considerada uma perturbação mental, o comentário aponta para uma maior prevalência da ansiedade climática nos países mais pobres, localizados em áreas mais afetadas pelas mudanças no clima. A literatura analisada no estudo sugere, também, que este anseio está mais presente nos jovens, uma vez que estes são mais informados e preocupados com as alterações climáticas.

Apesar de ainda não se saber qual a ligação entre a ansiedade climática e as perturbações mentais, o estudo conclui que há a necessidade imperiosa de proteger a saúde mental dos jovens.

Sobre os autores

Francisco Sampaio
Escola Superior de Saúde Fernando Pessoa, Portugal

Carlos Sequeira
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal

Resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
3ODS
13ODS
Mais
artigos
NEMO-Radial

O NEMO – Radial pretende aproximar os enfermeiros da prática clínica do conhecimento e implementação da melhor evidência disponível, aumentando a segurança nos cuidados.

Ler mais »