Estratégias organizacionais de atuação sobre o assédio moral nos serviços de saúde
A violência no trabalho tem representando um risco ocupacional crescente e tem-se tornado cada vez mais comum em todo o mundo.
data

Os serviços de saúde são considerados locais que exponenciam diversos riscos à saúde dos seus trabalhadores entre eles a violência física e psicológica.

O Assédio Moral é caracterizado por ações repetitivas, prolongadas, sistemáticas e com a intenção de provocar danos, expondo os trabalhadores a situações de humilhação, constrangimento e hostilidade durante a jornada de trabalho ou no exercício de suas funções, ofendendo a dignidade ou integridade do trabalhador e desestabilizando a relação dele, com o processo de trabalho.

O “Fluxograma de Ação e Enfrentamento do Assédio Moral nos Serviços de Saúde” e o Guia “Assédio Moral no Trabalho, e agora? Instrumentaliza(ação) dos profissionais dos serviços de saúde frente ao fenômeno” representam um ponto de partida para a elaboração de estratégias organizacionais de prevenção de violência laboral. Os materiais complementam-se e foram detalhados permitindo que os trabalhadores, gestores, utilizadores e outros saibam direcionar condutas frente ao fenómeno, preservando os direitos e a cidadania dos indivíduos e construir um ambiente de trabalho mais seguro e saudável.

Estas ferramentas foram elaboradas pela estudante Maiara Schoeninger, como parte da pesquisa/intervenção da dissertação intitulada “Campanha de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral: uma tecnologia social voltada aos profissionais de saúde” vinculado ao Mestrado Profissional em Enfermagem na Atenção Primária à Saúde, da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), tendo como Orientadora a Professora Doutora Letícia Trindade (UDESC) e coorientadora Professora Doutora Elisabete Borges (ESEP), contou ainda com o contributo de pesquisadores de outras instituições. A estudante esteve em regime de mobilidade na Escola Superior de Enfermagem do Porto e integrada no Projeto INT-SO.

O desenvolvimento dos materiais contou com o apoio do Grupo de Estudos Sobre Saúde e Trabalho (GESTRA) e foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC).

Mais
artigos

Enfermagem
Legislativas 2022

O ENVELHECIMENTO POPULACIONAL E OS CUIDADOS CONTINUADOS EM ANÁLISE

Entrevistas a sete representantes dos partidos com assento parlamentar, moderadas pelo Professor Abel Paiva.

Assista online nas redes sociais da ESEP, no dia 21 de janeiro.

Ler mais »