Responsabilidade Social na ESEP


Indicadores de Responsabilidade Social das Instituições de Ensino Superior

Encontram-se já disponíveis os resultados ESEP sobre a implementação de ações e atividades de Responsabilidade Social na Escola. 

Estes resultados são o corolário de um processo de autoavaliação, tendo por base os Indicadores de Responsabilidade Social das Instituições de Ensino Superior (IRSIES), criados pelo ORSIES – Observatório de Responsabilidade Social das Instituições de Ensino Superior.

De facto, entre 2017 e 2018, o  ORSIES concebeu um Livro Verde a partir de um trabalho colaborativo entre 30 Instituições de Ensino Superior (IES), apresentando recomendações e definindo a visão estratégica da responsabilidade social no ensino superior. O passo seguinte foi estabelecer indicadores que permitissem a cada IES efetuar a sua própria reflexão interna.

Durante o ano 2021 foi, assim, realizado o primeiro autodiagnóstico por parte de cada IES membro, com o desenvolvimento de um conjunto de ações de suporte disponibilizadas pelo ORSIES.


Resultados Globais ESEP

Os resultados globais demonstram a relativa novidade do tema na ESEP. 

Na realidade, encontram-se em fase de planeamento (Nível 1 e o Nível 2) cerca de 65% das atividades preconizadas pelo ORSIES, revelando, por um lado, um compromisso com a responsabilidade social e, por outro, um planeamento das linhas de atuação futuras a implementar. Isto traduz-se, assim, na necessidade de formalizar as iniciativas que existem de forma esporádica e concentrada em apenas algumas pessoas.

Destaque, ainda, para o facto da ESEP apresentar um baixo número de atividades não implementadas, nem planeadas (fase inicial), o que revela o comprometimento da ESEP com a Responsabilidade Social, de resto, um dos eixos centrais do Plano Estratégico da ESEP.


1.



Campus Socialmente Responsável

A área do Campus Socialmente Responsável é composta por 16 indicadores que dizem respeito às práticas de responsabilidade social desenvolvidas pelas IES e que tenham impacto ao nível organizacional. 

Nesse âmbito, a ESEP apresenta a maioria dos seus indicadores no Nível 1, revelando a necessidade de atenção em indicadores como o “Clima organizacional e conciliação trabalho-família” ou a “Qualidade de vida, saúde e segurança no campus”.

Comparativamente aos resultados das outras IES, a ESEP apresenta resultados acima da média ao nível do planeamento e implementação (nível 1 e 3).


2.



Formação pessoal e profissional e relação com Alumni

A dimensão “Formação pessoal e profissional dos estudantes e relação com Alumni” é composta por cinco temas: a formação de cidadãos socialmente responsáveis; a promoção do sucesso educativo e combate ao abandono; a promoção da empregabilidade e da aprendizagem ao longo da vida; a promoção da mobilidade e da colaboração nacionais e internacionais; e as estratégias de promoção e relacionamento com os alumni.

Nesta área, a ESEP revela a maioria dos indicadores no Nível 1 – Atenção.

Relativamente às restantes IES, a Escola Superior de Enfermagem do Porto destaca-se com os indicadores quase sempre a baixo da média, exceto no Nível 1.


3.



Gestão Socialmente Responsável da Produção e Difusão do Conhecimento

Na dimensão da “Gestão socialmente responsável da produção e difusão do conhecimento” enquadram-se os indicadores: investigação colaborativa; investigação em desenvolvimento sustentável; difusão e transferência de conhecimento; difusão e transferência de conhecimento junto de públicos vulneráveis; práticas de divulgação e transferência científica integradas no ensino; ciência aberta.

Neste caso, a ESEP não apresenta nenhum indicador no Nível 4, sendo que a maioria deles está no Nível de Atenção. Isto significa que esta área necessita de uma atenção particular no que diz respeito ao desenvolvimento de práticas de responsabilidade social nos seus 6 indicadores.

As restantes IES apresentam menos indicadores nos níveis 1 e 3.


4.



Participação Social na Comunidade

Na “Participação social na comunidade”, a ESEP apresenta todos os indicadores no Nível 1 (Atenção), ao contrário das restantes IES que revelam os indicadores maioritariamente no Nível 2.

De acordo com o gráfico acima, verifica-se que existe uma percentagem significativa no Nível 1 (Atenção) – 100% – o que evoca a necessidade de integrar de forma transversal o compromisso com a responsabilidade social. É necessário que a sequência dos níveis seja crescente ao longo das autoavaliações anuais, promovendo de forma geral uma maior proximidade com a comunidade local.


Metodologia

Os Indicadores de Responsabilidade Social tinham como objetivo identificar as áreas de melhoria contínua e conceber um plano de ações a realizar, numa perspetiva de crescimento da IES.

Neste sentido, o desenvolvimento do autodiagnóstico baseou-se nos 34 Indicadores de Responsabilidade Social, organizados em 4 dimensões essenciais:

  • campus socialmente responsável;
  • formação pessoal e profissional dos estudantes e relação com alumni;
  • gestão socialmente responsável da produção e difusão do conhecimento;
  • participação social na comunidade.

Para cada indicador, foram concebidas questões específicas que cada IES deveria responder com Sim, Não ou Não se Aplica. As questões colocadas estão indexadas a níveis de avaliação sequenciais que, por sua vez, definem em que fase de desenvolvimento da responsabilidade social a IES se encontra.