Livro – A pessoa dependente

Livro: A pessoa dependente e o familiar cuidador

Obra organizada por Teresa Martins, Maria José Peixoto, Fátima Araújo & Paulo Puga Machado, com autoria conjunta de colaboradores da ESEP e investigadores externos.

  • À venda na Livraria ESEP (Espaço Serviços a Clientes – 7.º Piso da ESEP-Sede)
  • Preço de capa: €20,00 

Temas abordados

  • Autocuidado: foco central para a prática de enfermagem
  • Funcionalidade, autonomia e dependência
  • Avaliação multidimensional da pessoa
    Reconstrução da autonomia: uma teoria explicativa
  • Preparação do regresso a casa
  • A sobrecarga e o stresse do cuidador
  • Avaliação dos cuidadores:
  • Programas de intervenção aos familiares cuidadores
  • As novas tecnologias no processo de cuidar
  • A gestão do regime terapêutico pelo familiar cuidador
  • Gestão da intolerância à atividade
  • O suporte social para as famílias cuidadoras em Portugal
  • A pessoa dependente e o familiar cuidador: direitos e deveres

Breve apresentação da obra

Um livro vale, antes de mais, pelo interesse que os leitores atribuem ao respetivo conteúdo. Na certeza de que o conhecimento se busca e se apre(e)nde nas linhas que compõem o texto que as páginas de um livro encerram, poderão os leitores desta obra estar certos de encontrar, em treze pertinentes temas, a substância que importa a quem se interessa pelo tema e que perspetiva o conhecimento e a ação de enfermeiros e de outros profissionais da saúde, perante as pessoas dependentes no autocuidado e os respetivos familiares cuidadores.

Mas, um livro vale, também, pelo que representa para aqueles que o tornaram realidade. Esta é uma obra coletiva que junta, em torno de uma questão com relevância social e profissional, um vasto conjunto de investigadores e de outros profissionais, da ESEP e afiliados a outras instituições. Por isso, articular pessoas, conjugando esforços e procurando sinergias para que, dos diferentes saberes, resultasse um livro coerente, rigoroso, útil e atual, é um mérito que tem de ser reconhecido aos que tornaram o improvável possível. Um mérito que traduz, não só, capacidade de liderança mas, também, um forte um espirito de cooperação e um sentido de complementaridade (disciplinar) que se realça.

Esta é, na verdade, a dimensão menos tangível deste livro; uma dimensão que se revela nos gestos e nos atos das pessoas que o conceberam, que o coordenaram, que o escreveram, que o organizaram, que o editaram, em suma, que contribuíram para que desse à estampa; uma dimensão tradutora da Escola que, juntos, somos; uma dimensão que quando, como agora, nos faltam as palavras, define o que somos através do que fazemos; uma dimensão que mostra que somos ESEP!

In Prefácio por Paulo Parente