120 de Ciência: segurança do paciente associada à qualidade do ambiente da prática profissional de enfermagem
O estudo dos investigadores ESEP/Cintesis, Olga Ribeiro e Clemente Sousa, permitiu concluir que respostas positivas relativas à segurança do paciente foram significativamente associadas à qualidade do ambiente da prática profissional de enfermagem.
data

Respostas positivas relativas à segurança do paciente foram significativamente associadas à qualidade do ambiente da prática profissional de enfermagem. Esta foi a conclusão retirada do estudo dos investigadores Escola Superior de Enfermagem do Porto e Cintesis, Olga Ribeiro e Clemente Sousa.

A relação entre ambientes de trabalho e segurança do paciente tem sido reconhecida internacionalmente. Em 2020, a pandemia impôs desafios enormes, contudo o impacto destas variáveis continua desconhecido.

Neste sentido, o estudo teve como finalidade analisar o impacto da covid-19 na prática profissional de enfermagem e na segurança do paciente.

Publicado com o título “Impact of COVID-19 on professional nursing practice environments and patient safety culture” no Journal of Nursing Management, o artigo conta com um estudo quantitativo observacional, conduzido num hospital português, através de um questionário de autopreenchimento a 403 enfermeiros.

Os resultados mostraram que as componentes Estrutura e Resultados nos ambientes de prática profissional de enfermagem tiveram um impacto positivo. Embora a componente Processo se mantenha favorável à qualidade dos cuidados, foi confirmada uma tendência negativa em quase todas as dimensões. Os resultados relativos à cultura de segurança demonstraram fraquezas; o trabalho de equipa em unidades foi a única dimensão que manteve uma cultura positiva.

Assim, foi possível concluir que as respostas positivas relativas à segurança do paciente estão associadas à qualidade do ambiente da prática profissional de enfermagem, existindo a necessidade de investimento em todas as dimensões da cultura de segurança para promoção nos ambientes profissionais.

A melhoria dos ambientes da prática profissional podem ser atingidos através do investimento dos gestores na participação e envolvimento dos enfermeiros nas políticas e funcionamento das instituições.

Sobre os autores

Olga Ribeiro
Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal

Letícia de Lima Trindade
Universidade do Estado de Santa Catarina, Brasil

Cintia Silva Fassarella
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Brasil

Soraia de Abreu Pereira
ACES Entre Douro e Vouga I – Feira/Arouca, Portugal

Paulo Cabral Teles
Faculdade de Economia da Universidade do Porto, Portugal

Carla Gomes da Rocha
Institute of Health—School of Health Sciences, Suíça

Paula da Silva Leite
ACES Entre Douro e Vouga I – Feira/Arouca, Portugal

João Almeida Ventura-Silva
Centro Hospitalar Universitário de São João, Portugal

Resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
Mais
artigos