“120 de Ciência”, o novo podcast da ESEP
O podcast intitulado "120 de Ciência" dedica-se à exploração dos estudos científicos da comunidade da ESEP. O primeiro episódio já está disponível. Em apenas 2 minutos, é apresentado o artigo publicado, em coautoria, por Margarida Reis Santos, docente da Escola Superior de Enfermagem do Porto.
data

A maioria dos programas de intervenção para jovens a vivenciar o cancro parental são destinados à dupla pais e filhos. Esta foi a conclusão retirada pelo estudo intitulado “Programas de Intervenção para crianças, adolescentes e pais a vivenciar o cancro parental”. O artigo é da autoria de Margarida Reis Santos, docente da ESEP,  Ana Filipa Sousa, Joana Rodrigues, Maria João Simões, Diana Santos e Maria de Lurdes Lomba e foi publicado na revista de enfermagem “Escola Anna Nery”.

A incidência de cancro nas faixas etárias mais jovens tem vindo a aumentar nas últimas décadas. Muitas destas pessoas são pais de filhos menores de 18 anos.

O cancro parental compreende a vivência de cancro, numa idade precoce da vida adulta, em pessoas com filhos dependentes, representando um fator de stress significativo para doentes e filhos.

Este estudo teve como principal objetivo mapear os programas de intervenção para a população juvenil a vivenciar o cancro parental.

A amostra inclui crianças e adolescentes até aos 19 anos, com pelo menos um dos pais diagnosticado com cancro, independentemente do tipo de cancro e estádio da doença.

Concluiu-se que os programas dirigidos à dupla doentes oncológicos e seus filhos e com intervenções psicoeducacionais são os mais utilizados, sendo os dirigidos aos pais os menos referidos.

O estudo revela também que nenhum destes programas foi implementado em instituições de saúde. Os programas que integram enfermeiros na equipa são escassos, o que evidencia a necessidade de maior investimento desta classe profissional no âmbito do cancro parental.

Esta revisão evidencia as lacunas na área, o que sugere a realização de novos estudos para avaliação da efetividade dos programas de intervenção dirigidos a todos os intervenientes.

Afiliação dos autores

Ana Filipa Sousa é afiliada ao Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e ao Instituto Português de Oncologia de Coimbra, Portugal.

Joana Filipa Rodrigues é afiliada ao Instituto Português de Oncologia do Porto, Portugal.

Maria João Dias é afiliada ao Hospital Santa Cecília e à Santa Casa da Misericórdia de Alvaiázere, Portugal.

Diana Santos é afiliada ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e à Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Portugal.

Margarida Reis Santos é afiliada ao Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e à Escola Superior de Enfermagem do Porto, Portugal.

Maria de Lurdes Lomba é afiliada à Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Portugal.

Referência do artigo

Sousa, A.F., Rodrigues. J.F., Dias, M.J., Santos, D.G., Reis Santos, M.M., Lomba, M. L. (2022). Programas de intervenção para crianças, adolescentes e pais a vivenciar o cancro parental: scoping review. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, 26:e20210359. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2021-0359

Resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
3ODS

Mais
artigos

Ásta Thoroddsen
ESEP
Delegação islandesa e norueguesa de visita à ESEP

Uma delegação de enfermeiras e investigadoras da Noruega e Islândia visitou a ESEP para partilhar o conhecimento sobre o desenvolvimento e utilização dos Sistemas de Informação de Enfermagem como parte integrante dos registos de saúde eletrónicos dos países envolvidos.

Ler mais »