Estudo relaciona a Saúde Mental Positiva e vulnerabilidade psicológica nos estudantes universitários
Novo estudo publicado avalia a saúde mental positivas nos estudantes universitários e a sua relação com a vulnerabilidade psicológica.
data

Novo artigo desenvolvido por Sónia Teixeira, Regina Pires, José Carlos Carvalho, Isilda Ribeiro, Teresa Rodrigues e Carlos Sequeira da ESEP/CINTESIS, em coautoria com outros investigadores, pretendeu avaliar a saúde mental positiva e a sua relação com características sociodemográficas, literacia em saúde mental e vulnerabilidade psicológica.

O estudo descritivo-correlacional “Positive Mental Health in University Students and Its Relations with Psychological Vulnerability, Mental Health Literacy, and Sociodemographic Characteristics: A Descriptive Correlational Study”, teve como alvo os estudantes universitários com idades compreendidas entre os 17 e os 62 anos, tendo a recolha de dados sido obtida por intermédio de um questionário online para avaliar variáveis demográficas e, ainda, avaliar a saúde mental positiva, a vulnerabilidade psicológica e a literacia em saúde mental, tendo participado 3.405 estudantes.

O estudo agora publicado na editora MDPI, concluiu que 67,8% dos estudantes revelaram um nível elevado de saúde mental positiva, 31,6% apresentaram nível médio de saúde mental positiva e 0,06% tiveram um nível baixo de saúde mental positiva. Os resultados demonstraram que estudantes do sexo masculino reportaram maior satisfação pessoal e autonomia na saúde mental positiva em comparação com estudantes do sexo feminino.

Ainda, destaque-se que estudantes sem bolsas de estudo tiveram valores mais altos nos scores de saúde mental positiva do que aqueles com bolsa. Realce, ainda, para o facto de estudantes não deslocados de casa reportaram um maior controlo da sua saúde mental positiva em comparação com aqueles que estavam longe de casa.

Por fim, o estudo sublinha que estudantes universitários com menor vulnerabilidade psicológica e maior literacia apresentaram resultados mais altos no que se refere à sua saúde mental positiva.

As conclusões retiradas deste estudo poderão contribuir para identificar as necessidades de intervenção na saúde mental positiva de jovens.

Afiliação dos autores
Resposta aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
3ODS
Mais
artigos
NEMO-Radial

O NEMO – Radial pretende aproximar os enfermeiros da prática clínica do conhecimento e implementação da melhor evidência disponível, aumentando a segurança nos cuidados.

Ler mais »