120 de Ciência: estratégias de apoio social no contexto laboral podem prevenir o presentismo

Published by Ana Beatriz Matos on

O estudo, em coautoria com Elisabete Borges, docente da Escola Superior de Enfermagem do Porto, permitiu depreender que a implementação de estratégias que promovam o apoio social no contexto laboral pode prevenir ou reduzir o presentismo nos profissionais do ensino superior, bem como proporcionar uma melhor qualidade de vida. 

O presentismo é a prática de estar presente no local de trabalho, mas não ser capaz de realizar todas as tarefas devido a problemas de saúde.

Este estudo, publicado na revista Plos One, teve como objetivo investigar as relações entre presentismo, qualidade de vida e suporte social no trabalho de profissionais não docentes e não investigadores no contexto do ensino superior.

O artigo intitulado “The relationship between presenteeism, quality of life and social support in higher education professionals: A cross-sectional path analysis” conta com um estudo transversal. Foi aplicado um questionário online, com a participação de 322 profissionais de instituições de ensino superior público do norte de Portugal.

O presentismo foi reportado por 97 profissionais, o que corresponde a 30,1% da amostra. O apoio social dos colegas foi associado positivamente com a qualidade de vida. O apoio social do supervisor foi associado positivamente com a distração evitada, trabalho completo e indiretamente com a qualidade de vida.

Neste sentido, foi possível concluir que a implementação de estratégias que promovam o apoio social no contexto laboral, nomeadamente o reforço das redes entre colegas e supervisores competentes e bem formados, pode prevenir ou reduzir o presentismo nos profissionais do ensino superior, bem como proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Respostas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
3ODS
8ODS
16ODS

0 Comments

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *